7 dicas para traduções de sucesso

L10N - 7 dicas para traduções de sucesso

7 dicas para traduções de sucesso

Decidiu que precisa mesmo de recorrer a serviços profissionais de tradução!

E deseja saber como o fazer – seja por não querer correr riscos ou por já ter “tropeçado” devido à má qualidade de passadas traduções sem revisão, efetuadas por motores de tradução automática, por não-profissionais, por profissionais de preço reduzido e de qualidade limitada e até por profissionais de preço elevado e qualidade… igualmente limitada!

Eis alguns conselhos sobre como proceder antes, durante e depois de iniciar a sua busca pela empresa de tradução que mais se adequa às suas necessidades e, mais importante, trataremos de explicar-lhe a razão pela qual assim deve proceder.

Comecemos.

1

Primeiro que tudo, deve definir bem o objetivo da tradução.

Parece um passo básico e simples, mas deve definir exatamente o objetivo de uma tradução: precisa mesmo de traduzir o documento na sua totalidade? Precisa de um tradutor ou de um intérprete? Deseja traduzir um documento para fins legais e/ou comerciais? Está a traduzir algum documento para uma colaboração empresarial com o estrangeiro? Quer traduzir o seu website para angariar clientes no mundo inteiro?

Se sim, qual é o seu cliente ideal?

Responda a estas questões e esclareça o seu prestador de serviços de tradução de modo a que este possa preparar o projeto a que se propõe da melhor forma possível.

2

Procure saber se precisa de uma tradução certificada ou não.

Ao contrário de alguns países, em Portugal não existe o estatuto de “Tradutor Certificado”. Existem sim dois tipos de certificação de traduções: a certificação notarial/por um advogado para conferir valor legal no território nacional e a aposição de apostila que confere valor legal nos países aderentes estrangeiros. Esta última é efetuada pela Procuradoria-Geral da República de modo a validar um documento nos países tenham aderido à Convenção de Haia a 5 de outubro de 1961.

Agora que já definiu bem o fim a que se destina a tradução, procure saber junto da entidade a que se destina se vai precisar de a certificar. Forneça esta informação a quem adjudicar a tradução, pois existem empresas como a L10N que, para além dos serviços linguísticos, podem também ajudar neste aspeto.

3

Agora que já sabemos o “quê” e o “como”, chegou o momento de selecionar o “quem”.

Informe-se bem sobre que prestadores de serviços de tradução mais se adequam às suas necessidades. Tem certificação ISO? Tem experiência na área? Que nível de serviço oferece?

A certificação ISO é um sinal do compromisso da empresa para seguir as melhores práticas. É sempre um bom sinal.

De seguida procure saber se, uma vez traduzido, o documento é alvo de revisão por outra pessoa, para garantir que nada se perdeu na tradução. Identifique se a empresa possui processos bem definidos. É mais uma prova de seriedade e capacidade de execução. As coisas bem-feitas requerem método e experiência.

Pode ainda pedir referências ou amostras. Deve saber exatamente o nível de serviço que está a contratar.

4

Defina um orçamento.

Antes de abordar um prestador de serviços de tradução, determine um orçamento com o valor que considera certo, tendo em conta a importância do documento. Esta informação é importante para definir o nível de serviço adequado para si.

Assim poderá analisar com a empresa de traduções o que é possível fazer em função do seu orçamento.

Podem existir várias formas de conseguir o seu objetivo. Uma conversa franca é sempre o melhor caminho.

5

Prepare bem o material a ser traduzido.

Certifique-se de que envia o material correto para traduzir e informe o prestador de serviços de tradução a que fins se destinam os documentos. Por vezes, o conteúdo traduzido pode ficar num formato diferente do conteúdo original sobretudo se só tiver em formato PDF.

Se desejar traduzir o conteúdo de um website ou de uma aplicação, lembre-se de que o texto traduzido pode não ocupar o mesmo espaço do texto original e pode sair do enquadramento ou simplesmente desaparecer.

Existem imagens com texto não editável? É um documento que será atualizado no futuro? Tem referências a menus de software? Já tem algum material traduzido? São tudo questões preparatórias que irão garantir que recebe o melhor serviço e o máximo valor pelo seu dinheiro.

6

Acompanhe o projeto.

Acompanhe de perto o progresso do projeto. Esteja disponível para esclarecer dúvidas aos linguistas que vão trabalhar no conteúdo. Refira atempadamente possíveis alterações ou atualizações no conteúdo.

Se acompanhar o projeto, poderá antecipar problemas, além de mostrar junto do seu prestador que valoriza a qualidade.

6

Verifique o conteúdo finalizado.

Quando receber o documento traduzido, verifique o conteúdo e certifique-se de que está satisfeito com o resultado final. As empresas que oferecem serviços de qualidade elevada, como a L10N, estão dispostas a realizar ajustes finais pós-tradução para oferecer a qualidade que deseja e a criar diretrizes personalizadas e guias de estilo com as suas preferências para que sejam sempre aplicadas aos seus projetos.

Se indicar claramente as alterações que espera e o resultado que pretende, não só obterá o conteúdo que deseja, como estará a estabelecer as bases para colaborações futuras.

Siga estas indicações e terá muito mais probabilidades de obter um serviço de acordo com as suas necessidades.

No entanto, se tiver alguma dúvida sobre como proceder, não hesite em contactar-nos em qualquer momento através do endereço eletrónico mail@l10n.pt e teremos todo o gosto em ajudar.

Boas pesquisas!