Próxima paragem: São Tomé e Príncipe

Próxima paragem: São Tomé e Príncipe

Uma viagem pelos países lusófonos

Ao longo de uma série de artigos, a L10N Making Translation Invisible vai transportá-lo até ao Mundo da Lusofonia. Conheça os costumes, as características únicas destes países e (re)descubra um universo de diversidade e multiculturalismo, unido por um dos elos mais poderosos que pode existir – a língua portuguesa!

Adivinhe onde chegamos!

Exatamente… São Tomé e Príncipe.

A República de São Tomé e Príncipe é um arquipélago situado no Golfo da Guiné e é composto por duas ilhas principais, a ilha de São Tomé e a ilha de Príncipe, contando com cerca de 195 mil habitantes.

As ilhas de São Tomé e Príncipe estiveram desabitadas até 1470, ano em que os navegadores portugueses descobriram o arquipélago e estabeleceram uma colónia focada no cultivo da cana-de-açúcar e de cacau. No entanto, a concorrência do Brasil tornou as culturas irrelevantes e fez com que as ilhas passassem a ser entrepostos de escravos. Mais tarde, voltou-se a apostar na agricultura, mais especificamente nas culturas de cacau e café, que, em conjunto com o turismo e a pesca, representam as principais atividades económicas de São Tomé e Príncipe até hoje.

A cultura são-tomense, tal como as culturas de vários países lusófonos, é resultado de uma fusão de outras. Evidenciando influências das culturas portuguesa, cabo-verdiana, angolana e dos países da África Ocidental, exprime-se, principalmente, através da literatura e da arquitetura.

O português de São Tomé

A Língua Portuguesa é o idioma oficial de São Tomé e Príncipe, onde coexiste com 4 dialetos: o angolar (ngola), o santomé (forro), o principense (lung’iê) e o crioulo cabo-verdiano (kaboverdianu). Português é falado por quase todos os habitantes, sendo a primeira ou segunda língua de cerca de 98% da população e assumindo-se como a língua materna de mais de 50%.

O português de São Tomé e Príncipe é idêntico ao português de Portugal. O idioma ensinado nas escolas, utilizado em serviços públicos e assuntos de Estado é o mesmo que o português de Portugal. No entanto, a realidade é que o português utilizado pela população é semelhante ao português do Brasil, especialmente no que toca à fonética.

Listamos abaixo algumas características únicas do português de São Tomé e Príncipe:

O tema das diferenças entre a variante de português de São Tomé e Príncipe e português de Portugal é extenso, podendo ocupar muitas mais linhas e reunir muitas mais opiniões e perspetivas, mas deixamos-lhe o essencial.

Na L10N, somos especialistas nas particularidades das variantes das línguas e é por isso que contamos com uma equipa composta por linguistas nativos são-tomenses, daí surge o significado do nosso nome, L10N – Localização.