Preciso de uma tradução… E agora?

Preciso de uma tradução… E agora?

Se calhar até pensou “porque é que devo trabalhar com tradutores profissionais em vez de ir a um motor de tradução automática”?

Um exemplo rápido:

As diferentes formas de escrever uma data são um bom exemplo dos pormenores culturais que as máquinas não entendem. Então como será com outras subtilezas das línguas?

Intérprete ou tradutor?

Para traduzir um documento, precisa de um tradutor ou de um intérprete? Ambos são profissionais especializados em línguas, mas intervêm em situações diferentes:

O intérprete é um profissional que traduz oralmente. Os seus serviços são utilizados, por exemplo, em reuniões, quer seja de forma presencial ou eletrónica (chamadas).

O tradutor é um profissional que interpreta o significado de um texto numa língua e diz (escreve) o mesmo e da mesma forma noutro idioma.

Para onde quer traduzir?

Dentro do mesmo país podem existir várias línguas oficiais – como é o caso na Suíça ou Canadá – ou diferentes formas de escrever – como na China, onde existem 2 forma de escrita: chinês tradicional ou simplificado. Por isso, diga à empresa de traduções onde vivem os destinatários dos documentos.

Quem são os destinatários dos textos?

É importante que diga quem irá ler a sua brochura ou visitar o seu website. Assim, o tradutor sabe para quem está a traduzir e irá adaptar as suas palavras para garantir que percebem claramente o que queria dizer o original. E a empresa de traduções poderá escolher o tradutor com o perfil certo para uma tradução de sucesso.

Cuidado com os formatos: poupe tempo e custos!

 Os documentos em PDF não são editáveis, ou seja, não dá para mudar todo o texto para outra língua. Por isso, será necessário fazer um OCR para criar uma versão editável, em Word geralmente. Esta versão tem uma qualidade gráfica inferior, pelo que deverá contar com trabalho gráfico adicional.

Cuidado com as imagens que contêm texto. É comum ter apresentações em PowerPoint com imagens com textos não acessíveis. Neste caso, será necessário trabalho gráfico adicional para substituir o texto ou optar por imagens sem texto.

Atenção ao software das máquinas.

Imagine que quer traduzir o manual de instruções de um micro-ondas para português. Se a interface do aparelho só estiver disponível em inglês, não é conveniente traduzi-la no manual, pois o utilizador irá ficar confuso.

Se existir a opção de escolher a interface em português, então deve fornecer à empresa de tradução o texto exato, de modo que as opções da interface que aparecerem no manual sejam idênticas às que o utilizador irá ver no visor da máquina.

É a primeira vez que traduz para essa língua?

Partilhe com a empresa de tradução os documentos que já tenha traduzido. Não só poderá reduzir os custos e o prazo, como irá ajudar a empresa de traduções a garantir que os seus documentos são traduzidos de acordo com as suas preferências.

Quantas vezes relê um email importante antes de clicar em Enviar?

 Embora o tradutor releia o seu trabalho, a revisão do documento por outro linguista garante-lhe que nada se perde na tradução. O revisor vai assegurar-lhe que o texto transmite exatamente a mesma mensagem, de forma clara e adequada à cultura do país a que se destina. Tem alguém na sua empresa que fale russo que possa reler o documento ou é melhor confirmar que a empresa de traduções já incluiu a revisão no seu serviço?

Ao contrário dos motores de tradução automática, os tradutores apropriam-se de tudo o que a natureza e o seu ambiente lhes oferecem para que cada frase seja construída com intenção – a arte e a ciência de saber escolher as palavras certas, para a localização certa.

O processo é complexo, mas com a colaboração de ambas as partes, torna-se mais simples. Ao ter em conta estes aspetos irá facilitar o seu caminho. Nós fazemos o resto.