As 10 línguas da internet

As 10 línguas da internet

Mandarim

Há mais de dois mil milhões de falantes de mandarim, no século XVII, mais de metade dos livros que existiam publicados, estavam escritos neste idioma. Mas… escritos ou desenhados? Mandarim não utiliza um alfabeto, mas tem mais de 10 mil símbolos – os Hanzi. Segundo a lenda chinesa, quem iniciou esta forma de escrita foi Cangjie, uma figura humana com quatro olhos e que observava a natureza. Um dia, representou uma gaivota com três “tracinhos”, acreditando que todos compreenderiam o símbolo por ser a marca que as gaivotas deixam em terra. E tal como aconteceu com a gaivota, foram-se desenvolvendo outros símbolos ao longo do tempo.

Espanhol

Não é só o segundo idioma mais falado da internet, é também o segundo mais falado no mundo. Existem quatro variações de espanhol só em Espanha: o Catalão; o Basco; o Australiano e o Galego. Foram todas as variantes da América Latina. Um particularidade interessante desta língua é que as exclamações e as interrogações começam com pontuação ``ao contrário” – ¡Olá! ¿Como Estás?

Inglês

Inglês foi durante muitos anos o idioma mais utilizado na internet, mas com a globalização as coisas foram mudando. Desde há alguns anos que é a principal língua do discurso internacional, amplamente utilizada em situações profissionais. Todos os anos surgem novas palavras, Shakespeare, por exemplo, acrescentou cerca de 1700 palavras à língua inglesa.

Francês

A língua francesa marca presença em 56 países. No tempo da revolução francesa, cerca de 75% dos habitantes de França não falavam francês como língua materna, só no fim da revolução é que o idioma se começou a propagar. Esta língua, conhecida como o idioma do amor, é notória pela complexidade da numeração: até ao 69, todos os números têm uma designação própria, para disignar 70, utiliza-se a junção 70+10 – soixante-dix; para 80 junta-se 4x20 – quatre-vingt.

Indonésio

É verdade, indonésio é a quinta língua mais utilizada online. Apesar de não ser um idioma muito conhecido, a Indonésia é o quarto país com mais população do mundo, o que justifica a posição nesta lista. Entre idiomas e dialetos, na Indonésia falam-se quase 400 línguas diferentes. O idioma oficial é o Bahasa Indonésia e o alfabeto é o mesmo que o inglês, no entanto, não existe a letra F, só em estrangeirismos e pronuncia-se como um P do português.

Alemão

É o idioma com mais nativos na União Europeia, e apesar de ser o 11º mais falado no mundo, ocupa o sexto lugar online. O alemão tem a particularidade de ter uma palavra para expressar qualquer coisa que, noutra língua qualquer, exije uma frase completa, por exemplo, Geisterfahrer, significa “Um motorista que dirige em contramão”, ou “Telekommunikationsüberwachungsverordnung”, que é “legislação de controle de telecomunicações”.

Árabe

A língua árabe é apelidada como a “Língua do Dhad” porque era a única no mundo que tem no alfabeto a letra ض (dhad). É conhecida por se ler e escrever da direita para a esquerda e cada palavra é pronunciada exatamente como se escreve. Os números, por outro lado, são lidos da esquerda para a direita. Existem mais de 22 dialetos deste idioma.

Português

Português é a língua mais falada na América do Sul, graças ao povo brasileiro, o facto é que apenas 5% da população que fala português, vive em Portugal.

Russo

O alfabeto russo é composto por 21 consoantes, 10 vogais, 3 carateres e 2 sinais e pode ser utilizado em vários sistemas de codificação. A pronúncia da palavras é extremamente importante deste idioma, a mínima alteração pode mudar drasticamente o sentido da frase, ou o significado de uma palavra, por exemplo, я плачу, tem ênfase na segunda sílaba e significa “estou a brincar”, de outro modo, я плáчу, tem enfâse na primeira sílaba e significa “estou a chorar”.

Japonês

A base da língua japonesa é a junção de três tipos de escrita distintos: a escrita Kanji: caratéres chineses ensinados mais para o estudo da literatura; a escrita Hiragana: caratéres que constituem o alfabeto japonês; e a escrita Katakana: caratéres que demonstram graficamente as palavras estrangeiras. Todos estes tipos de escrita são feitos na vertical, de cima para baixo e da esquerda para a direita. Não existe género feminino ou masculino, número singular ou plural, ou pronomes de posse nas palavras japonesas. Para escrever e expressar a ideia de amar/gostar de algo ou alguém, utiliza-se o ideograma de uma mulher e uma criança, para representar o amor de mãe.